Uso de aparelho auditivo pode prevenir demência em idosos, aponta pesquisa

A relação entre a perda da audição causada pela idade avançada e a demência é uma questão já estudada pela ciência. Ainda não há uma explicação para essa ligação, mas recentemente, resultados de uma nova pesquisa indicaram que o uso de aparelhos auditivos pode reduzir o risco de idosos desenvolverem a doença.

O estudo foi conduzido por cientistas da Dinamarca que analisaram dados médicos sobre a população do país. O artigo científico foi publicado na revista AMA Otolaryngology — Head & Neck Surgery.

{{#values}}
{{#ap}}

{{/ap}}
{{^ap}}

{{/ap}}
{{/values}}
Descobertas da pesquisa:Os pesquisadores cruzaram dados da base de Exames de Audição no Sul da Dinamarca, que monitora os problemas auditivos da população.Descobriram que idosos com deficiência auditiva que não utilizam aparelho têm 20% mais probabilidade de desenvolver algum tipo de demência.Já aqueles que utilizam aparelho auditivo têm 6% de chance de desenvolver a doença, algo próximo dos que não têm deficiência.A base analisada contém informações de 573.088 pessoas com 50 anos ou mais que vivem no sul da Dinamarca.Os dados foram coletados entre 2003 e 2017.Uso de aparelho auditivo pode prevenir demência?

Segundo o portal Medical Xpress, a equipe de pesquisadores envolvidos no estudo destaca que os resultados obtidos no cruzamento de dados não provam que o uso de aparelho auditivo previne o desenvolvimento da demência. São apenas indícios de que pode retardar a progressão da doença. Ou seja, ainda é necessário realizar mais estudos sobre o assunto para confirmar a relação.

Leia mais:

Qualidade do sono também está relacionada à doença

Um estudo conduzido pela Universidade Monash, na Austrália, revelou que uma diminuição de apenas 1% no sono profundo anual de indivíduos com mais de 60 anos está correlacionada a um aumento de 27% no risco de desenvolvimento da demência.

Os resultados indicaram uma média de redução do período de sono profundo entre dados de épocas diferentes, sugerindo uma perda de sono à medida que as pessoas envelhecem. Ao longo dos 17 anos de acompanhamento, foram registrados 52 casos de demência. Leia mais!

Uso de aparelho auditivo pode prevenir demência em idosos, aponta pesquisa

COMENTÁRIOS