Pesquisa da CGTN: Mais de 90% dos internautas do mundo inteiro criticam políticos dos EUA por arrogância e ignorância

A pesquisa foi divulgada nas plataformas da CGTN em inglês, espanhol, francês, árabe e russo, com mais de 17 mil pessoas votando em 24 horas

Apoie o 247

Google News

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Em 31 de janeiro, em uma audiência em Washington, D.C., o senador americano Tom Cotton, do Comitê Judiciário do Senado, fez uma série de “perguntas” ignorantes ao CEO do TikTok, Shou Zi Chew, perguntando repetidamente se ele tinha cidadania chinesa e se já havia se filiado ao Partido Comunista da China, e assim por diante. O desempenho ruim dos legisladores dos EUA na audiência se tornou um tópico de conversa entre os internautas de todo o mundo.

De acordo com a pesquisa divulgada pela CGTN para internautas globais, mais de 90% dos internautas (90,7%) acreditam que as perguntas feitas por alguns legisladores dos EUA expuseram sua ignorância, arrogância e preconceito em relação à China, o que acabará prejudicando o desenvolvimento estável das relações entre a China e os EUA.

continua após o anúncio

A pesquisa constatou que 86,5% dos entrevistados globais consideraram o desempenho de Cotton pouco profissional. Nas palavras de um internauta da CGTN, “Pouca inteligência, falta de profissionalismo evidente e falta de ensino fundamental. O desempenho típico dos políticos americanos é exibido para o mundo inteiro ver”.

Pior ainda, essa “farsa”, que carece de bom senso e profissionalismo, já ocorreu mais de uma vez no Congresso dos EUA. Em março do ano passado, em uma audiência do Comitê de Energia e Comércio da Câmara, mais de 50 congressistas fizeram a Shou Zi Chew mais de 200 perguntas rudes, incisivas, enganosas e desprovidas de bom senso básico em um tom condescendente. Eles até interromperam Chow de forma grosseira para impedi-lo de dar explicações detalhadas. 

continua após o anúncio

De acordo com a pesquisa, 87,7% dos entrevistados acreditam que isso prejudica seriamente a objetividade e a imparcialidade da legislatura dos EUA e é uma “presunção absoluta de culpa”. Outros 85,3% dos entrevistados concordaram que não tiveram o que os legisladores dos EUA chamaram de preocupações com a segurança das informações ao usar o TikTok.

Até o momento, o governo dos EUA não forneceu nenhuma evidência de que o TikTok seja uma ameaça à segurança nacional americana. No entanto, ele tem repetidamente e injustificadamente suprimido certas empresas e criado pânico em torno da questão da China. O verdadeiro objetivo é manter seu monopólio científico e tecnológico e, ao mesmo tempo, privar outros países de seu direito legítimo ao desenvolvimento. 

continua após o anúncio

De acordo com a pesquisa, 76,6% dos entrevistados globais acreditam que a medida dos EUA não tem legitimidade, prejudica seriamente as regras justas de comércio internacional e põe em risco o livre mercado global. Além disso, 87,3% dos entrevistados acreditam que o questionamento discriminatório e as sanções impostas por políticos americanos a empresas de tecnologia de outros países impedem seriamente o livre fluxo de ciência e tecnologia e, em última análise, prejudicarão o desenvolvimento tecnológico dos EUA.

A pesquisa foi divulgada nas plataformas da CGTN em inglês, espanhol, francês, árabe e russo, com mais de 17 mil pessoas votando em 24 horas.

continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Pesquisa da CGTN: Mais de 90% dos internautas do mundo inteiro criticam políticos dos EUA por arrogância e ignorância

COMENTÁRIOS