Número de negativados no Ceará atinge a menor taxa no ano, diz pesquisa

O Ceará atingiu a menor taxa de consumidores negativados no Ceará ao registrar um crescimento de 1,5% em novembro de 2023. É o que afirma o levantamento da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Ceará (FCDL CE) e do SPC Brasil, o Radar do Varejo Cearense.

A porcentagem representa uma forte desaceleração do avanço do número de endividados no Ceará, que chegou a ter um crescimento de 19,2% na comparação entre agosto de 2023 e agosto de 2022. 

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Além disso, o ritmo de crescimento observado em novembro no Estado ficou abaixo do registrado na média nacional (3,6%). 

Já na comparação mensal, isto é, entre novembro e outubro de 2023, o número de consumidores negativados caiu 1% no Ceará.

Outro ponto é que 34% têm dívidas de até R$ 500, sendo que o valor médio devido por cada negativado no Estado é de R$ 4.050. O valor subiu na comparação com o mês anterior (R$ 3.927,8) e corresponde a praticamente o dobro da renda média do Ceará, estimada em R$ 2.000 pelo IBGE.

Sobre o assunto

Dívidas em atraso

A pesquisa também aponta que o número de dívidas negativadas também desacelerou, com um ritmo de crescimento menor na comparação com os meses anteriores. Em novembro de 2023, o avanço foi de 8,7% em relação ao mesmo período do mês anterior.

Já em agosto de 2023, na comparação com mesmo mês do ano de 2022, o avanço registrado foi bem maior, ficando na marca dos 27%. Levando em consideração novembro e outubro de 2023, observou-se um recuo de 0,7% no número de dívidas no estado.

A análise dos dados por setor credor mostra que mais da metade (59,1%) das dívidas do Estado têm como contrapartida o setor bancário. Em seguida, aparece Água e Luz (18,3%) e o comércio (9,3%).

Por fim, a pesquisa mostrou que as consultas a pessoas físicas cresceram no acumulado dos últimos 12 meses até novembro de 2023. O avanço foi de 2,1%.

Indicador de Reincidência

No Ceará, 90,7% dos consumidores negativados em novembro de 2023 já estavam negativados por outras dívidas, ou saíram da lista de negativados nos 12 meses anteriores. Apenas 9,2% dos consumidores negativados em agosto não foram encontrados nas listas de inadimplência nos 12 meses anteriores.

Já o Indicador de Recuperação de Crédito mostra que o número de consumidores que recuperaram crédito no Ceará, isto é, saíram da lista de negativados, cresceu 56,5% no acumulado dos 12 meses encerrados em novembro de 2023, na comparação com os 12 meses anteriores.

Deve-se considerar que, nesse período, o número de negativados cresceu, o que ajuda a explicar o crescimento da recuperação de crédito.

A abertura desses dados por tempo de atraso da dívida mostra que, entre os consumidores que recuperaram o crédito, 77,6% pagaram até R$ 500 para recuperação das dívidas.

Confira as principais estratégias para ganhar a Mega da Virada 2023

Mais notícias de Economia

Dúvidas, Críticas e Sugestões?
Fale com a gente

Tags

ceara

dividas

inadimplentes

negativados

debitos

video

Número de negativados no Ceará atinge a menor taxa no ano, diz pesquisa

COMENTÁRIOS