Empresários da indústria começam 2024 mais otimistas, diz pesquisa da CNI – Economia – CartaCapital

Os empresários que atuam no ramo da indústria começaram o ano de 2024 mais otimistas, de acordo com a Sondagem Industrial, pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI), divulgada nesta quarta-feira 24.

Em relação às condições financeiras, os empresários mostram menor insatisfação com lucro, menos dificuldade de acesso ao crédito e percebem altas mais moderadas de preços. Além disso, a percepção a respeito da situação financeira como um todo é positiva.

Quanto às expectativas, em janeiro de 2024 houve intensificação do otimismo, com avanço de todos os indicadores. O indicador de expectativa de demanda avançou 3,6 pontos em janeiro de 2024 frente ao resultado de dezembro de 2023 e marcou 55,6 pontos.

Enquanto isso, o índice de expectativa de compra de matérias-primas atingiu 54,4 pontos e o indicador de expectativa sobre quantidades exportadas avançou 2,9 pontos em relação ao resultado de dezembro de 2023, atingindo 53,8 pontos em janeiro de 2024.

Com os avanços, ambos os indicadores se posicionam 1 ponto acima das médias dos meses de janeiro de cada uma das séries.

O otimismo é esperado para o período, porém, em 2024, se mostra de forma mais intensa e disseminada que o usual, diz a CNI.

Plano para a indústria

O presidente Lula (PT) lançou nesta segunda-feira 22 um plano de ações para tentar estimular e desenvolver as indústrias brasileiras. Ao todo, serão 300 bilhões de reais disponíveis para financiamento até 2026.

A iniciativa Nova Indústria Brasil prevê a disponibilização de subsídios e investimentos públicos, por meio, por exemplo, da concessão de linhas de crédito favoráveis. O objetivo é que empresas possam assumir serviços e obras do Novo Programa de Aceleração do Crescimento, o PAC, e contratos com compras governamentais.

Empresários da indústria começam 2024 mais otimistas, diz pesquisa da CNI – Economia – CartaCapital

COMENTÁRIOS