Elmano tem maior rejeição entre pessoas de 16 a 24 anos, diz pesquisa Atlas/Intel

Jovens entre 16 e 24 anos de idade apresentam maior rejeição ao governador do Ceará, Elmano de Freitas (PT). Segundo pesquisa do Instituto Atlas/Intel, o grupo representa mais de 66% de desaprovação ao gestor do Executivo estadual.

Apenas 22% dessa faixa etária aprovam o governo do petista. Já cerca de 11% não sabem opinar. Ao todo, 29.694 responderam a pesquisa sobre avaliação de governadores do Brasil. O levantamento foi realizado entre os dias 18 e 31 de dezembro de 2023 e divulgado na última sexta-feira, 5.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

A taxa de desaprovação relativa a Elmano também se destaca no grupo de pessoas que votaram no segundo turno das eleições de 2022 no então candidato e ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). O grupo, por sua vez, representa 80,8% de rejeição ao governador do Ceará, enquanto cerca de 14% aprovam e pouco menos de 5% sabem opinar.

Sobre o assunto Avaliação geral

Na pesquisa do Instituto Atlas, Elmano alcançou a 14ª posição do ranking de gestores de Executivo estadual melhores avaliados. O governador cearense teve 55% de aprovação e 37% de rejeição, enquanto 8% dos entrevistados não souberam opinar sobre a gestão do petista.

Nenhum dos nove estados do Nordeste chegou ao top 10 da lista. Na região, Elmano ficou em quarto lugar, abaixo dos governadores do do Piauí, Paraíba e Bahia, que estão tecnicamente empatados em primeiro lugar na colocação.

Siga o canal de Política do O POVO no WhatsApp

De acordo com o CEO do Atlas Intel, Andrei Roman, “cada estado tem os seus desafios e complexidades”. “Um resultado pior na aprovação não significa necessariamente menos trabalho ou competência”, afirmou em publicação no X, antigo Twitter.

Dúvidas, Críticas e Sugestões?
Fale com a gente

Tags

Elmano

pesquisa

Atlas/Intel

aprovação

popularidade

Ceará

Elmano tem maior rejeição entre pessoas de 16 a 24 anos, diz pesquisa Atlas/Intel

COMENTÁRIOS